Por Revista QB

Na hora de procurar um emprego, muitos de nós recorremos aos nossos pais ou familiares mais velhos para ajudar na construção de um currículo, mas é importante lembrar que, em menos de 20 anos, muita coisa nos processos de recrutamento e seleção mudou, inclusive o padrão de currículo.

Para que você não envie um currículo em um padrão tido como ultrapassado e acabe sendo prejudicado em um processo seletivo, organizamos uma lista com informações que não são mais necessárias na composição de um currículo.

blog-curriculo.png

Documentos

Não se faz mais necessário inserir o número de seu CPF, RG e de outros documentos pessoais. Os documentos só serão solicitados pela empresa no momento da contratação.

Vale ressaltar que, além de ser uma prática ultrapassada, inserir tais informações no currículo é muito perigoso, pois seu currículo poderá ser extraviado e os números dos seus documentos caírem em mãos erradas.

Informações muito pessoais

Não é preciso informar o seu estado civil, nome dos pais, se tem filhos, práticas de lazer, etc. Tudo isso pode ser perguntado durante uma entrevista, quando o recrutador solicitar conhecer a vida pessoal do candidato.

O seu currículo precisa ser encarado como resumo estruturado de sua jornada profissional.

2ac1a8_3e0ffaa5780a42c5ad4dd65c7e1cf019_mv2.png

Último salário e pretensão salarial

Caso a empresa espere que você informe o seu salário atual, último salário ou sua pretensão salarial, ela solicitará. Não "queime" essa informação.

Disponibilizar tais informações sem que sejam solicitadas pode acabar te prejudicando. Por exemplo, se você deseja muito trabalhar em determinada empresa mas sua pretensão está um pouco acima do salário da vaga pretendida poderá ter seu currículo descartado e nem ter a chance de saber quais são os benefícios da empresa. Ou, em alguns casos, poderá ser contratado para ganhar o valor que colocou em seu currículo sendo que poderia ter negociado com a empresa um salário melhor.

Título

Antigamente era muito comum intitular o currículo com a expressão latina Curriculum Vitae, que pode ser traduzida como trajetória de vida, é dessa expressão que surge a palavra currículo.

Quando estiver organizando o seu currículo, pode dar maior evidência ao seu nome, sem necessidade de um título.

Contato de referência em empregos anteriores

Dificilmente um recrutador irá entrar em contato com uma referência disposta no currículo sem antes conhecer o candidato, portanto, deixe para informar contatos de suas referências durante o processo seletivo.

Não informar os dados de contatos de suas referências é também um cuidado com a privacidade dos mesmos. Caso alguém mal intencionado acesse o seu currículo poderá passar trotes, cadastrar os números em grupos de propagandas, etc. Jamais disponibilize essa informação no LinkedIn.

Saiba mais sobre a UninCor e conheça também a opinião dos alunos na página de avaliação da universidade.