Por Revista QB

A semana de provas chega e o desespero bate, isso porque você não conseguiu administrar suas atividades e acabou se perdendo para fazer a revisão do conteúdo.

Já aconteceu isso com você, não é mesmo? Mas, calma! Temos algumas dicas para que isso nunca mais aconteça.

Sabemos que além da grande demanda de trabalhos e conteúdos para estudar, muitas pessoas desconhecem técnicas que facilitariam o processo de aprendizado.

blog-032.jpg

Pensando nisso, a Revista QB separou algumas sugestões e métodos que podem te ajudar a se preparar para a prova.

Gostou da ideia? Então confira:

1) Planeje seu horário

Separe um tempo só para estudar e, de preferência, que não seja um dia antes da prova. Isso vai te ajudar a processar todo o conteúdo, a estudar com tranquilidade e concentração.

Quando nos programamos, sobra tempo para os imprevistos. Então, se necessário, dá tempo de revisar alguns pontos sobre os quais você ainda não tenha total segurança.

Uma dica para isso é: faça um calendário com o plano de provas e programe na sua semana quais capítulos, tópicos e exercícios vai estudar.

student-849825_640.jpg

Dê prioridade para os conteúdos mais difíceis, isso evita que você procrastine e não tenha tempo de estudar com a dedicação necessária a matéria que exige mais atenção.

Evite fragmentar o conteúdo. Ao estruturar as sessões de estudo logicamente, você assimila a matéria com facilidade.

2) Dê tempo para sua mente absorver a informação

Você sabia que só conseguimos absorver uma quantidade certa de informação por determinado tempo? Faça intervalos para que o cérebro tenha tempo de absorver a informação que acabou de aprender.

Estude 30 minutos e descanse a mente por 10 minutos. Você pode aproveitar para tomar um café, dar uma volta e relaxar um pouco.

Esse método ajuda a evitar a preguiça de estudar, pois, se você fizer sessões ininterruptas de estudo, você se cansará muito mais e ficará mais desmotivado para continuar. O descanso é fundamental para maximizar seu potencial.

3) Molde seus estudos de acordo com o tipo de prova

A primeira coisa é: pergunte ao professor quais métodos ele pretende usar na avaliação. Com isso você pode simular sua prova.

Por exemplo, se sua prova é cheia de problemas, estude resolvendo problemas; se a prova é dissertativa treine respostas dissertativas; se é verdadeiro ou falso, pense em questões que podem ser formuladas dessa maneira.

Coloque-se no lugar do professor, mas lembre-se de que não significa que você vai descobrir exatamente as questões que vão cair na prova. Esse método é só para treinar sua mente e te ajudar a ver o conteúdo de forma ampla, em vários formatos e situações.

4) Descubra o melhor estilo de aprendizagem para você

Cada indivíduo absorve informação de uma forma. Para os que são visuais, estudar por meio de imagens é a melhor maneira. Já os auditivos podem gravar a própria voz ditando as anotações ou até mesmo gravar as aulas do professor e ouvi-las posteriormente. Tem pessoas, por exemplo, que são aprendizes físicos, então a alternativa é ensinar o estudo para si mesmo de forma mais dinâmica, caminhando, movendo-se, literalmente.

Seja qual for a matéria, não releia as anotações várias vezes, você precisa ser ativo na construção do seu conhecimento. Criar cards interativos, fichamentos em tópicos, criar mapas mentais, que nada mais é do que centralizar a ideia principal e, em torno, ir colocando as informações adicionais de forma bem livre (veja o exemplo), são boas alternativas de anotações para fixar o conteúdo na mente.

Tente entender o tópico como um todo e organize suas anotações por tema ou data.

5) Escreva tudo à mão

Quando você pega uma caneta e escreve palavra por palavra, a fixação e atenção àquele conteúdo é muito maior. Por isso, escrever à mão é mais eficiente para reter as informações.

Sabemos que digitar agiliza o processo, ainda mais quando a demanda é alta, mas o intuito aqui é aprender, então, para dar tudo certo, seja fiel à dica número 1 do post (organize seus horários).

No processo de selecionar o que vai para o papel, você já está exercitando sua capacidade de síntese, além de reforçar o conteúdo na sua memória. E uma outra sugestão é: após cada aula, faça um breve relatório de tudo que entendeu.

6) Estude em grupo, mas não muito

Estudar em grupo é uma excelente opção para esclarecer dúvidas e ampliar a informação que nos seus estudos individuais você deixou passar batido.

No entanto, reunir-se com o pessoal pode ser um tanto dispersivo, fazendo com que seu foco mude e as informações não sejam fixadas em sua memória. Além disso, muitas opiniões, até mesmo outras dúvidas e palpites podem te confundir. Então, faça essa reunião de forma equilibrada e bem objetiva.

estudar-em-grupo-para-concurso-e-uma-boa-ideia-saiba-como-escolher-bons-colegas-de-estudo.jpeg

Saiba mais sobre a Unincor e conheça também a opinião dos alunos na página de avaliação da universidade.