Por Luciana Trindade

Com a constante mudança do mercado de trabalho, que se encontra cada vez mais exigente e competitivo, não é novidade que o profissional precisa se destacar, mostrando-se diferenciado e com aptidões inovadoras.  Diante disso, a graduação é essencial, mas é com a pós-graduação que ele pode ir além e impulsionar sua carreira ou, ainda, abrir portas para novas oportunidades. 

A pós-graduação é uma continuação acadêmica que irá aumentar o grau de conhecimento sobre determinado assunto ou área, tornando o profissional um especialista. E os investimentos realizados em cursos de qualificação têm impacto direto no salário dos profissionais, podendo chegar a aproximadamente 55%, de acordo com o nível hierárquico, segundo pesquisa salarial realizada pela Catho.

1-aumento-salarial.jpg

Os dados afirmam que em cargos de analistas, por exemplo, o profissional que possui pós-graduação tem o salário 14,6% maior do que aquele que tem apenas a graduação. Porém, o acréscimo salarial pode chegar a 53,6% para cargos de chefia, como diretor ou gerente. A 57ª Pesquisa Salarial foi realizada pela Catho no 2º semestre de 2018 e os apontamentos foram baseados em entrevistas de mais de dois milhões de profissionais, de 4.228 cargos diferentes que atuam em 32 regiões geográficas, abrangendo 4.063 cidades do Brasil.

"As organizações estão em busca de profissionais cada vez mais completos, por isso, investir em educação é o primeiro passo para atingir os objetivos de carreira. É o que confirma essa pesquisa: o mercado sempre reconhece os profissionais mais bem qualificados", explica o gerente da Catho Educação, Fernando Gaiofatto.

Especialistas afirmam que, para que a pós-graduação aprimore as competências do profissional, na hora de escolher o curso a ser realizado, é fundamental levantar alguns pontos: o momento na carreira (se é técnico, gestor ou acadêmico); qual é o objetivo da carreira (ingressar no mercado de trabalho, receber uma promoção ou mudar a área de atuação); disciplinas a serem estudadas no curso (se elas são interessantes para alcançar o objetivo) ou, ainda, a credibilidade da universidade (o curso trará a qualificação esperada).

De acordo com a psicóloga e gestora de Recursos Humanos da Universidade Vale do Rio Verde (UninCor), Laís da Silva Ribeiro, a especialidade do profissional é, em muitos casos, fator primordial na hora de chama-lo para participar de um processo seletivo.

entrepreneur-2326419_1280.jpg

“Durante a avaliação de um candidato a uma vaga específica, observamos com cuidado a sua qualificação, a fim de selecionar apenas quem apresente as competências específicas para as atividades propostas para a oportunidade. Por isso, quanto mais consistência técnica o candidato tiver na área, mais chances ele terá de ser chamado para entrevistas ou testes, resultando na evolução profissional, de carreira e, inclusive, salarial. Desta forma, evoluir e proporcionar resultados duradouros para empresas se torna consequência e o sucesso virá de ambas as partes”, avalia.

Por isso, se você pretende dar uma guinada na sua carreira, tentar novas oportunidades, ou ainda, potencializar o seu currículo, faça uma pós-graduação. Agora é a sua vez de cair nas graças do mercado de trabalho!